Sexta-feira, 6 de Abril de 2007

O berço que se quer

Concluiu, como tantas vezes, que era um privilegiado.

Admitiu que o seu berço, sem ser de ouro, havia sido de prata, que a sua vida, sem ser fácil, era pouco difícil.

E sentia-se grato.

Não daquela gratidão que espicaça e depois passa, mas da genuína que dura mesmo sem se dar conta.

Amava demasiado a sua vida.

Gostava de se sentir assim.

Uma criança a andar num mundo muito grande e muito extenso, que descobre coisas novas todos os dias, e que cada novo minuto é uma nova descoberta.

E descobrir-se era tão bom. E inventar-se era tão divertido.

Sabia que nunca moldaria a sua vida à sua vontade, mas nunca se esqueceria que podia mudar a sua vontade para se transformar na sua vida.

Saudações minhas
Brilhantemente elaborado por GoGaN^ às 22:58
link do post | comentar | favorito
|

.Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Coisas sobre nós. Nós quem? Nós os autores claro!

.Procurar coisas inúteis neste blog

 

.Coisas novas

. LONDON

. Eis o sonho, eis a vida

. A pior manhã da minha vid...

. O que de ser assim

. Férias de 23/07 a 10/08

. Special me or this-stupid...

. Dormia tão sossegado

. Malabarismos sem nexo

. Pequeno post

. Mika - Grace Kelly

.Coisas antigas

.tags

. todas as tags

.Coisas giras e tal de se visitar

blogs SAPO

.subscrever feeds