Terça-feira, 26 de Julho de 2005

SIDEA

Andava eu perdido no fim-de-semana e eis que numa leitura vulgar surgiu-me à frente um virus novo mas muito usual: O Sindroma de Imunodeficiência Emocional Adquirida - SIDEA.
Este vírus destrói, tal como o da sida, o sistema imunitário da sua vítima, deixando-a susceptível a todos os maus comentários, às bocas, às discussões e qualquer outra situação que lhe aconteça.

Acontece neste caso que todas as pessoas contagiadas por este vírus começam a perder o controlo sobre as suas emoções, e qualquer pequeno acidente que lhes aconteça torna-se enorme e assume proporções gigantescas.
Os doentes com SIDEA não conseguem compreender como de um dia para o outro começam a perder o auto-controlo e como pequenas adversidades começam a causar-lhes enormes dores de cabeça e a chatearem-nas.
Estes infectados deixam de ser imunes à vida: o dia a dia de qualquer um não é só um mar de rosas, existem muitos espinhos, espinhos esses que são impossíveis de contornar por estes doentes sem sistema que os defenda.

Mas as situações acabam por se ir agravando com o tempo: se agora acontece uma tristeza aqui, os seus glóbulos trabalham para dissipá-la, mas logo de seguida vem um outro aborrecimento que não tem defesa das poucas células defensoras presentes no corpo. Assim o doente torna-se completamente indefeso, e começa a sentir que já nada pode impedir que batalhões de angústias entrem por si a dentro e tomem conta do seu corpo.

E estas sensações vão-se agravando, pois é um caminho sem volta, e a fraqueza psicológica começa a tomar conta de tudo. O doente sente-se incapaz de tomar conta de si mesmo, acha-se incapaz, e consequentemente sente que é incapaz de proteger quem mais gosta, e começa a pensar que é fraco, culpabilizando-se por ser tão doente.
E assim começa a pensar que todos aqueles choros e angústias são apenas possíveis a seres egocêntricos e que só olham para o seu umbigo. A auto-estima baixa para níveis impossíveis e o infectado costuma pensar: “Quem pode gostar de um pessoa tão fraca?”. Então começa a pensar se não será melhor largar todos os que o rodeiam, pois a sua fraca presença só serve de estorvo, e que todos os seu amigos já devem estar fartos dos seus ataques e birras.

O pior de tudo é que passado algum tempo o doente sente que realmente está a exagerar e a atribuir demasiada importância a pequenos nadas do quotidiano, e sente-se cada vez mais estúpido pois não consegue deixar de sentir aquilo. E assim entra num ciclo vicioso: teme, chora, grita e apercebe-se do erro, mas não consegue emendar e da próxima vez acontece tudo de novo.

Os amigos são o melhor que podem ter, mas até os maiores amigos cansam-se, e depois de brincarem aos médicos e ajudarem a ultrapassar uma crise, volta tudo à estaca zero na próxima crise, porque de que vale dizer a alguém que é bonito, quando esse alguém vê-se ao espelho como um monstro? E eis que os amigos começam também eles a perder a esperança.

Este Síndroma é uma praga que começa a fazer cada dia mais vítimas, com tudo aquilo que se vive hoje em dia, e com o stress a que um indivíduo é sujeito. Não há cura, nem há forma de o prevenir. Apenas se pode tentar ser feliz…

Saudações Emocionais
By GoGaN^
Brilhantemente elaborado por GoGaN^ às 22:10
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De GoGaN^ a 25 de Agosto de 2005 às 01:55
Jovem hdx, não entremos por aí. O comentário da Ana Cláudia não tem nada de mal, apenas constata k ela é humana e não sabe de tudo o k se passa, tal como eu não sabia antes de ter lido.
Todos temos os direitos às nossas opiniões mas kuando se começa a desviar do assunto e puxar para o lado pessoal aí não está bem.
E realmente eu tb axo k este blog está xeio de parvoíces, porque é para isso k ele serve: livre expressão.
Saudações
De hdx a 23 de Agosto de 2005 às 23:07
Pois é, Ana Cláudia, há muita coisa que tu ainda não sabes. E,parece que não fica por aqui, por que ao que parece também não sabes distinguir a causa, do efeito. Ah! E, para já, a única "parvoíce" que eu vi neste blogue foi o teu triste comentário
De ana claudia a 2 de Agosto de 2005 às 13:34
Estou completamente admirada! Nunca pensei que a falta de confiança, que a dificuldade em enfrentar a vida podess ser uma doença... Juro que pensei que tavas na tanga! lol Tá muito porreiro, muito educativo! Porque o nosso blog na é só pa dizer parvoices!!!! lolol

Comentar post

.Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Coisas sobre nós. Nós quem? Nós os autores claro!

.Procurar coisas inúteis neste blog

 

.Coisas novas

. LONDON

. Eis o sonho, eis a vida

. A pior manhã da minha vid...

. O que de ser assim

. Férias de 23/07 a 10/08

. Special me or this-stupid...

. Dormia tão sossegado

. Malabarismos sem nexo

. Pequeno post

. Mika - Grace Kelly

.Coisas antigas

.tags

. todas as tags

.Coisas giras e tal de se visitar

blogs SAPO

.subscrever feeds